Blog

#MComDáVoz: Caxias do Sul lidera ranking de energia solar instalada na região Sul

#MComDáVoz: Caxias do Sul lidera ranking de energia solar instalada na região Sul

Você sabia que Caxias do Sul é a cidade com maior capacidade instalada de energia fotovoltaica de toda a região Sul? E que, em 2020, o segmento bateu novos recordes, com crescimento de 64% na capacidade de fonte solar no país? As respostas destas perguntas ajudam a explicar o incremento de mais de 30% entre 2018 e 2020 nas instalações da Voltatec Energia. A primeira empresa especializada em energia solar fotovoltaica da Serra Gaúcha registrou um aumento na lucratividade, com a instalação média de seis sistemas por mês, e inicia 2021 dobrando esse número apenas em janeiro.       

Com 21.325,32 KW instalados, Caxias do Sul está à frente de cidades como Porto Alegre e Curitiba, capitais do Rio Grande do Sul e do Paraná, em potência de operação, de acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

O engenheiro eletricista Guilherme Saraiva, um dos sócios da Voltatec Energia, reforça que o aumento da procura por sistemas fotovoltaicos em residências tem impulsionado a posição de Caxias do Sul no ranking das cidades que mais produzem energia solar.      

“Atualmente, de cada três sistemas, dois são residenciais, o que demonstra a facilidade no acesso à energia solar. O retorno do investimento varia de três a cinco anos. Existem linhas de financiamento específicas para este tipo de serviço, ou seja, o cliente não precisa ter esse recurso em caixa e, muitas vezes, o valor da parcela para a instalação fica abaixo do que ele gastava com a conta de luz”, compara.           

Em quatro anos, a Voltatec instalou mais de 350 sistemas fotovoltaicos, que estão em funcionamento no Sul e Nordeste brasileiro e também na Argentina. São mais de 5MW em potência e mais de 15 mil módulos, que geram cerca de R$ 500 mil em economia por mês.   

Economia para residências


Mais do que uma economia, um investimento. Foi com este objetivo que o dentista Peterson Cadore decidiu pela instalação das placas fotovoltaicas na unidade geradora, no município de São João da Urtiga, na região Norte do Rio Grande do Sul, e com aproveitamento na própria residência, no bairro Madureira, em Caxias do Sul. Cadore contabiliza uma redução que varia de R$ 400 a R$ 500 no custo com energia, desde fevereiro de 2019, quando foram instaladas as 20 peças.          

“As vantagens da energia solar são muitas. Quando resolvemos optar por esse modelo, colocamos na balança o retorno que ele traria em médio prazo, afinal, é um investimento que rende muito mais do que grande parte das opções na rede bancária para pessoa física. Também é importante a questão ambiental, de estarmos fazendo a nossa parte, e a facilidade na manutenção das placas”, elenca Cadore.    

O dentista informa que investiu cerca de R$ 30 mil e que esse valor deverá retornar em menos de cinco anos com a economia gerada. “Além disso, é importante termos garantia de 25 anos nas placas e contarmos com toda a assistência da empresa instaladora”, completa.     

Redução de R$ 16 mil por mês


A experiência com energia fotovoltaica deu tão certo para a Clínica de Repouso, de Caxias do Sul, que a decisão de levar as placas azuis para a filial, em Barão de Cotegipe, na região do Alto Uruguai, acabou ocorrendo de forma natural. O diretor da clínica, Níkolas Hauli, buscou as linhas de financiamento para a instalação dos mais de 500 módulos entre as duas unidades, há dois anos, e garante que a economia chega a R$ 16 mil por mês.


“A energia solar é uma revolução na área tecnológica, que permite que as próprias pessoas gerem sua própria energia, além de ser mais sustentável, e reduzindo os custos que afetam diretamente o bolso do consumidor”, defende.


Além dos projetos residenciais e em clínicas, a Voltatec Energia também desenvolve projetos e instalações em empresas, tanto de comércio quanto da indústria, em setores que vão desde o agronegócio, hospitais, postos de combustíveis, supermercados e empreendimentos de gastronomia.   

Aumento de 64% em capacidade no país          

De acordo com a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), o país possui mais de 350 mil sistemas solares fotovoltaicos conectados à rede, trazendo economia e sustentabilidade ambiental para mais de 450 mil unidades consumidoras. Isso significa 7,5 gigawatts (GW) de potência operacional da fonte solar fotovoltaica em operação no Brasil, um aumento de 64% frente a 2019 (4,6 GW), somando as usinas de grande porte (geração centralizada) com os pequenos e médios sistemas instalados em telhados, fachadas e terrenos (geração distribuída), o que representa mais da metade da potência instalada na usina hidrelétrica de Itaipu, a maior do Brasil e segunda maior do planeta. A energia solar fotovoltaica está presente em todos os Estados brasileiros, sendo os cinco maiores em potência instalada: Minas Gerais, Rio Grande do Sul, São Paulo, Mato Grosso e Paraná, respectivamente.


Ainda de acordo com dados da entidade, os investimentos de 2020 criaram mais de 86 mil novos empregos no Brasil, espalhados por todas as regiões do território nacional. Desde 2012, a fonte solar fotovoltaica já movimentou mais de R$ 38 bilhões em negócios e gerou mais de 224 mil postos de trabalho. Em 2020, as contratações cresceram 62% em relação aos empregos acumulados no país desde 2012.


Para 2021, a ABSOLAR projeta a instalação de mais de 4,9 GW de potência, somando as usinas de grande porte e os sistemas distribuídos em telhados, fachadas e pequenos terrenos. Isso representará um crescimento de mais de 68% sobre a capacidade instalada atual do país. As perspectivas para o setor são de chegar ao final de 2021 com um total acumulado de mais de 377 mil empregos no Brasil desde 2012, distribuídos entre todos os elos produtivos do setor.


Para a geração distribuída solar fotovoltaica (sistemas instalados em telhados, fachadas e terrenos), a ABSOLAR projeta um crescimento de 90% frente ao total já instalado até 2020, passando de 4,4 GW para 8,3 GW.

SOBRE A VOLTATEC ENERGIA       

A Voltatec foi criada em 2016 pelo engenheiro eletricista Guilherme Saraiva e pela designer Carolina Marchi. Em quatro anos, o empreendimento já instalou mais de 350 sistemas fotovoltaicos, que estão em funcionamento no Sul e Nordeste brasileiro e também na Argentina. A empresa oferece soluções completas para pessoas físicas e jurídicas, que vão desde o material, ao projeto até a execução do sistema. 


Além disso, em 2019, os sócios criaram o Aprendiz Solar, que oferece treinamentos com metodologia própria e mentoria, unindo conhecimento e prática reais dos proprietários. A cada três meses, são lançadas novas turmas. O curso “O Caminho Solar – Do Zero a Ação” já auxiliou mais de 30 alunos dos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro e Piauí, além de outros estados do Nordeste. 


FOTOS

Legenda: Instalação em residências tem impulsionado o crescimento do setor  
Crédito: Éverson Brollo        

Legenda: Clínica de Repouso economiza R$ 16 mil em energia por mês 
Crédito: Divulgação

Imagens para download

Compartilhe esta postagem: