Blog

Assessoria de imprensa: deve ser fixa ou pontual? Quatro dicas de ouro para você!

Assessoria de imprensa: deve ser fixa ou pontual? Quatro dicas de ouro para você!

Um aspecto que as empresas devem levar em consideração na hora de decidir se terão assessoria de imprensa permanente ou pontual, é que a relação de uma marca com jornalistas de redação leva um certo tempo para ser construída.

Desta forma, se uma marca já é conhecida pelos repórteres como fonte de informação e tem suas ações sempre divulgadas, sem dúvidas, terá mais possibilidades de conseguir boas publicações do que marcas que só buscam visibilidade eventualmente.

Mas nem sempre toda empresa que gostaria de uma assessoria fixa, tem assunto para fomentar na imprensa. Por isso, antes de qualquer trabalho, é importante bater um papo com a empresa de assessoria de imprensa para identificar o melhor modelo para o seu negócio. O serviço pode ser contínuo, num prazo maior, ou pontual, para uma ação específica, como, por exemplo, lançamento, inauguração ou reposicionamento no mercado.

4 dicas para identificar o modelo ideal para o seu negócio:

  1. Se você nunca comunicou nada da sua empresa, a dica é iniciar com um trabalho pontual que, além de noticiar o que deseja, mostre um pouco da sua história, dos serviços ou produtos que vende e quem é quem na sua organização.

  2. Caso queira fazer um planejamento que envolva outras ações, o trabalho pode ser ampliado para os meses específicos em que tiver conteúdo para ser divulgado. Para lançamentos de produtos, é importante ter uma cronograma de acordo com o período do ano em que for apresentado. Nos casos de eventos de maior porte, como feiras ou festivais, é estratégico iniciar com a divulgação alguns meses antes da realização para ajudar a atrair público para o mesmo.

  3. Mas se o seu objetivo é gerar conteúdo permanente, aprofundar o relacionamento com a imprensa e se colocar como fonte em temas de interesse da sua empresa, aí a nossa dica é assessoria de imprensa fixa. Temos experiências muito positivas dos ganhos de imagem que este tipo de trabalho pode gerar.

  4. Outras possibilidades é a assessoria de imprensa em gestão de crise, que pode durar o tempo que for preciso para mitigar o impacto negativo, e o treinamento de porta-vozes, que integra as ações para prevenir ou reduzir os danos, mas que também pode ser realizado de forma independente, sendo customizada para parceiros eventuais e/ou ações de relacionamento em conjunto com os departamentos de marketing ou agências.

Compartilhe esta postagem: